Avaliação do debate da tv acrítica

imagem do site acritica.com

imagem do site acritica.com

Tivemos há pouco o segundo debate na tv entre os candidatos a prefeito de Manaus. Um debate que trouxe alguns fatos inusitados, ou inesperados. Vou fazer aqui uma breve e rápida análise do que vi neste debate

Artur – Não há dúvidas de que vá pro segundo turno em primeiro lugar, porém nem de longe tem mais o conforto que tinha no início da campanha quando decidiu não ir ao debate da band. Teve que ir a este debate, foi bombardeado e quando se esperava que fosse pro ataque, mudou o rumo. Deixou de responder efetivamente ao que lhe era perguntado e muitas vezes até imputado.

Marcelo Ramos – Marcelo continua no estilo “Marcelinho paz e amor”. Também já assegurado no segundo turno, salvo alguma reviravolta (que não é nada impossível) nessa semana final, Marcelo focou (naturalmente) em atacar o prefeito e o fez frontalmente quando nominou um “empresário” preso na maus caminhos detentor de contratos com a prefeitura.

Serafim Correa – Muito tranquilo. Ressaltou as coisas boas de sua gestão, falou de projetos, não destoou do que vem fazendo na campanha e mostrou uma caminho de muita humanidade em suas propostas. A meu ver foi o melhor do debate.

Hissa Abrahão – Propostas genéricas, tentativas (sem sucesso) de afirmação como o novo. Seu carisma e bom discurso não foram suficientes pra maquiar que lhe falta proposição técnica e que não há diferencial entre ele aqueles a quem ele acusar.

Zé Ricardo – Manteve-se calado quando foi acusado esconder a estrela do PT, seu partido, em sua campanha. Fez um debate morno. Não enfrentou nem foi enfrentado.

Silas Câmara – Esperava que Silas se valesse mais da sua condição de líder religioso pra tentar conquistar o público evangélico, onde ele está longe de ser unanimidade. Não o fez. Falou de seus projetos, um que me agrada bastante, por sinal (a divisão da administração em sub-prefeituras). Não fez ataques, nem recebeu.

Henrique Oliveira – Quando tentou atacar ouviu que é o vice governador. Suas propostas não traziam nenhuma novidade relevante. Pecou ao dizer que é ficha limpa, tendo duas condenações de sua chapa na qual é também condenado no TRE, e também esquece que foi cassado quando era vereador. Deixou no ar que podem haver prisões no decorrer da semana. Operações policiais nesse período não são novidade. Não nos esqueçamos que Henrique, por sua condição de vice governador tem muitos acessos na polícia civil. Se foi um tiro de aviso ou não, até sábado descobriremos.

Anúncios

~ por Marcelo Amil em setembro 25, 2016.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: