Legalização do jogo. Um problema a mais.

Ontem, numa comissão do senado foi aprovada a legalização dos jogos de azar. Durante muito tempo eu era contra a proibição, entendia que esse era um segmento da economia que deveria sim ser explorado, e que a legislação no sentido de impedí-lo no Brasil era mero preciosismo e conservadorismo. Isso mudou em 2011, quando numa viagem ao exterior eu resolvi conhecer um cassino. A primeira coisa que observei nos cassinos de todos os países onde visitei, é que ao entrar em qualquer um deles, a primeira coisa que se vê são cartazes oferecendo ajuda aos viciados. Adentrando um pouco mais notei que não havia luz natural. O ambiente era totalmente iluminado artificialmente. O objetivo disso é que não se note o tempo passando, e realmente não se nota que ele está passando. Deu dó no coração ver idosos sentados em frente à caça níqueis, muitos gastando toda a sua aposentadoria do mês. Ao me defrontar com isso, eu repensei e passei a concordar com a lei, ressalto que discordar dela não significa desrespeitá-la. Entendo que já temos mazelas o suficiente no Brasil. O vício estimulado ao álcool e o vício tolerado ao cigarro são apenas alguns dos pequenos exemplos disso. A meu ver já temos problemas demais. Liberar o jogo seria submeter nossa sociedade a mais uma potencial mazela desnecessária. Hoje quem quer usar drogas usa e quem quer jogar, joga. Pode-se jogar pela internet ou mesmo em locais físicos clandestinos (pero no mucho). Facilitar o acesso a isso só iria criar mais um problema. Não concordo que a receita que seria gerada pelos impostos decorrentes da exploração da atividade faça a coisa valer a pena, principalmente nesse momento em que vemos o dinheiro dos impostos indo por propinodutos, e em que a cada dia se descobre mais uma gota do oceano da corrupção.

PS.: Gosto de lembrar que tenho 100% de vitórias em cassinos. Entrei, joguei uma vez, ganhei algo em torno de 20 vezes o que eu tinha apostado, troquei as fichas por dinheiro e nunca mais joguei de novo. 🙂

Anúncios

~ por Marcelo Amil em março 10, 2016.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: