Os deputados processados e suas respostas

Hoje de manhã postei aqui os processos a que os deputados federais amazonense respondiam, esqueci de citar a deputada eleita pelo Acre, Antônia Lúcia, esposa do Deputado Silas Câmara, mas vou já corrigir isso.

Continuando o excelente trabalho de reportagem, a equipe do G1, autora do levantamento, publicou ainda o que os parlamentares disseram sobre os processo a que respondem.

Antônia Lúcia (PSC-AC, esposa do Dep. Silas Câmara)

Ação penal 173726 no TRE-AC – compra de votos, fraude processual, formação de quadrilha, peculato e falso testemunho

  • O que ela disse:“Imagina eu, que tenho uma formação, que tenho conhecimento das leis, que tenho uma fé cristã, me submeteria a esse tipo de situação.”
  • O que me parece: Que ela não disse nada.

Processo 2010.03.00.027910-1 na Justiça Federal de Guarulhos – desacato a autoridade

  • O que ela disse:“então ela me obrigou a tirar as botinas. Quando tirei, ela saiu gritando, na frente de uma fila de cem, duzentas pessoas, saiu gritando, falando que ia me levar para o posto policial em Guarulhos, porque eu haveria contrariado a ordem dela ou ia jogar a bota nela, uma coisa dessas ela inventou”.
  • O que me parece:A velha história do: Você sabe com quem sou casad… Digo, com quem está falando?

 

Sabino Castelo Branco (PTB-AM)

Ação penal 538 no STF – peculato

  • O que ele disse: Nada! Quem disse foi seu advogado, Dr. José Fernandes Júnior: “Sem adentrar o mérito da questão, gostaria apenas de salientar que a denúncia, ao nosso modo de ver, é vazia, visto que ficou cabalmente demonstrado por ocasião da instrução processual de uma ação de improbidade por ato administrativo que tramita perante a 2ª Vara da Fazenda Pública do Amazonas”
  • O que me parece: Que usou uma coisa, pra desqualificar outra.

Silas Câmara (PSC-AM)

Inquérito 2005 no STF – peculato

  • O que ele disse: Nada!

 

 

  • O que me parece: Que está se escondendo.

Inquérito 1695 no STF – falsidade ideológica e uso de documento falso

  • O que ele disse: Nada!
  • O que me parece: Que quanto mais mexer….

Informação útil: Peculato é a subtração ou desvio de dinheiro ou bem público, para benefício próprio ou de outra pessoa, cometidos por um funcionário público. O crime, porém, pode ser atribuído a pessoas que não ocupam cargos públicos.

Anúncios

~ por Marcelo Amil em fevereiro 1, 2011.

Uma resposta to “Os deputados processados e suas respostas”

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Marcelo Amil and Amazonas | Manaus, habemus blog. habemus blog said: Os deputados processados e suas respostas: http://wp.me/pQYAg-qA […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: