A grama do vizinho não é mais verde.

Nesse caso eu poderia começar dizendo que a grama do hermano não é mais verde. Buenos Aires é uma cidade linda, isso é fato. Ainda não fui à europa, mas certamente a sensação deve ser bem semelhante à que se tem andando por Buenos Aires. Não pretendo com esse post simplesmente falar mal ou bem da cidade, pretendo simplesmente registrar minha impressões.

Pude perceber que apesar deles terem sido derrotados na guerra da malvinas, eles teem muito orgulho da campanha, existe um memorial com os nomes dos combatentes mortos na guerra. Monumento esse, que é inclusive contestado por outros combatentes, que dizem que ali constam nomes que não combateram, e são omitidos nomes de reais “heróis”.

Buenos Aires é uma cidade muito suja. Por onde você anda encontra muito lixo na rua.

O atendimento é no padrão Manaus, ou seja, é uma porcaria. Somente no fim da tarde de hoje consegui encontrar um lugar com um atendimento decente. Na tarde de hoje almocei num lugar chamado El Establo. O lugar merecia o nome, já que fui atendido por um garçom que parecia um cavalo chucro de tão mal educado.

A culinária é muito diferente da nossa. A impresão que se dá é a de que não se usa qualquer tempero. Até o churrasco, que eu imaginava ser a melhor coisa dos pampas é muito escroto. Nem sal grosso os caras poem. Nada de arroz (tem que pedir). Nada de feijão (nem implorando).

O dia útil aqui começa às dez da manhã. Caí na besteira de acordar cedo pra ir a um lugar às nove e me lasquei. Tive que esperar até dez. Em compensação tudo vai até bem tarde. É comum vc ver tarde da noite pais com seus filhos no carrinhos, andando na praça e tomando sorvete.

O povo aqui  I D O L A T R A os Simpsons. Pra onde você anda vê Homero e família.

Aqui conheci a nossa mais nova futura colablogadora, a Mafalda. A personagem de tiras mais famosa da Argentina, que em breve terá suas tirar reproduzidas semanalmente no Habemus Blog.

Como em todo lugar, vê-se também a miséria extrema. Famílias inteiras mendigando, crianças na rua, idosos perambulando todos sujos.

Com todas as suas contradições, Buenos Aires continua tendo seu tão falado charme europeu. Um lugar que vale a pena visitar. Mesmo que seja pra ter certeza que não volta.

Anúncios

~ por Marcelo Amil em janeiro 4, 2011.

3 Respostas to “A grama do vizinho não é mais verde.”

  1. Tu deu sorte. Meu irmão foi assaltado no primeiro dia em Buenos Aires. De bom, ele conseguiu tirar uma foto com o Riquelme haha…

  2. e o II Pára aí é????????

  3. O Amil parece que está com assaduras. Tá todo “aberto”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: